Quando o marido viaja... a saudade bate na porta

Sempre que meu marido viaja, acontece a melhor dor dentro de mim: a saudade!… Estamos juntos há mais de 7 anos e, entre idas e vindas, é muito, graças a ele, que aprendi como é ser uma boa dona de casa…

Mas falando de saudade, acontece muita coisa legal quando ele não está… sobra um monte de espaço e tempo só para mim! Somos um casal que respeita e preza muito pela individualidade e pelo movimento pessoal de cada um, mas a vida a dois, na prática, acaba muitas vezes consumindo boa parte do tempo de cada um, sem que a gente perceba…

Então, sempre que ele viaja, eu curto muito esse momento, aproveito para assistir filmes que só eu tenho vontade, arrumar a casa de um jeito diferente, fazer algumas comidinhas bacanas para mim mesma, ver mais as amigas… enfim… Tudo de um jeito bem caprichado:

  • se vejo um filme, preparo uma pipoca e arrumo o sofá com muitas almofadas;
  • se faço uma janta, sirvo com um vinho, numa mesa bem arrumada, acompanhada de um som de primeira;
  • se fico de bobeira, me arrumo e me visto para me sentir bem bonita;
  • vou tomar um café na padaria completo e pomposo, lendo uma boa revista ou jornal…

Uma das coisas da minha listinha é ver o filme Antes da Meia-Noite, terceiro da série Antes do Amanhecer e Antes do Anoitecer… Pelo jeito, Jesse e Celine (personagens românticos dos filmes) continuaram juntos e, talvez, parte do romantismo tenha passado, mas a construção do amor deve, certamente estar mais sólida. Adoro o diálogo afiado do casal, a fotografia e os atores desse filme.

E você? O que faz para preencher espaços dentro de você? ⋆⋆⋆