Testando sorvetes, jantar romântico no Ruella, casa do vizinho e Curso de Bolos da Feitocom.Amor

Testando sorvetes, jantar romântico no Ruella, casa do vizinho e Curso de Bolos da Feitocom.Amor

Tem semana que rende. Rende não só pela quantidade de coisas que a gente faz, mas por fazer coisas diferentes do usual, encontrar pessoas queridas, preencher o tempo com as coisas que a gente gosta.

Começou na terça, quando me reuni com o pessoal que fez o curso de sorvetes artesanais comigo, trocamos idéias, figurinhas, tomamos muito vinho e comemos pizza, lá no Carlos Pizza, que está entrando para a lista dos melhores de São Paulo (e eu recomendo). É legal chegar cedo para conseguir uma mesa, porque o lugar é pequeno e lota. Desse encontro, infelizmente, não tenho fotos.

tumblr_o2z1jpfGdP1sq7alzo3_1280.jpg
tumblr_o2z1jpfGdP1sq7alzo4_1280.jpg
tumblr_o2z1jpfGdP1sq7alzo1_1280.jpg
tumblr_o2z1jpfGdP1sq7alzo2_1280.jpg
tumblr_o2z1jpfGdP1sq7alzo5_1280.jpg
tumblr_o2z1jpfGdP1sq7alzo6_1280.jpg
tumblr_o2z1jpfGdP1sq7alzo8_1280.jpg
tumblr_o2z1jpfGdP1sq7alzo7_1280.jpg
tumblr_o2z1jpfGdP1sq7alzo9_1280.jpg
2016-02-20 11.45.19 1.jpg
tumblr_o2z18gENfg1sq7alzo7_1280.jpg

Na quinta, teve curso de bolos com a querida a Camila Dutra do Feitocom.amor. Cheguei atrasada (quase uma hora, por conta da chuva que parou o trânsito), morta de vergonha. Mas mesmo assim, deu para aprender a fazer 3 bolos deliciosos e lindos, além de entender melhor o processo e a alquimia de um bolo. Tudo num clima descontraído, com a paciência e a didática da Camila. Se você quer aprender a fazer bolos ou se aperfeiçoar na arte de fazer um, vale muito a pena.

Desde pequena, nunca levei muito jeito para a cozinha. Queimava panela, solava o bolo. Fui aprender a cozinhar aos quase 30, com minha sogra. Mas bolo enfeitado, decoração de prato, isso eu achei que não ia acontecer nessa vida. Até essa aula da Cá. Me arrisquei no dia seguinte mesmo a assar o bolo de pêras com amêndoas: ficou tão lindo e foi tão fácil de fazer que eu nem acredito. Fiquei tão feliz, que já quero um próximo curso, Cá.

Sábado, fiquei em casa, testando, calculando e bolando receitas de sorvetes. Fiz um de amendoim salgado com chocolate. Ficou legal, mas ainda tem que balancear a fórmula, melhorar a textura. E eu adoro esse processo, de testar, desafiar até chegar no resultado que quero. Tudo com amor, tudo cheio de cuidados, para poder parar na geladeira da #lililovesicecream.

À noite, teve jantar romântico, no Ruella, de Pinheiros. Fazia quase 10 anos que eu não ia lá. Confesso que a comida não foi lá essas coisas. O Gabriel pediu o Magret de Pato ao molho Marsala e eu o Linguado com Manteiga de Ervas com tomates recheados. O prato dele veio cru em demasia, enquanto o meu peixe meio sem sabor. O vinho que pedimos, também não agradou. Mas o que acabou compensando o jantar desastrado, foi o astral do atendente que nos recebeu e a sobremesa ao final: um bolinho aos 3 leites com bananas brûlées, acompanhado de sorvete de doce de leite, e calda de maracujá.

Para fechar o final de semana, fomos para um churrasco na casa do vizinho. Mentira. Malhamos na academia, fizemos sauna (tudo na casa maravilhosa do Rubens) e, como ninguém é de ferro almoçamos uma carne de primeira, com um vinho delicioso. Conhecemos o Rubens no parque ao lado de casa, onde fazemos nossa caminhada matinal. Dessas coisas, que só meu marido me proporciona: transformar completos estranhos em amigos que jantam juntos. E é por isso, que o amo tanto. 

Fotos: Dona da Casa!