Sorvete de Chá Verde com Gengibre

Meu companheiro, desde que adquiri a máquina de sorvetes, vem pedindo por este sabor pouco convencional (pelo menos aqui no ocidente, abaixo dos trópicos). A gente já tinha provado esta mistura num restaurante japonês, daqueles bem tradicionais, em que os garçons mal falam português. E para falar a verdade, não é um sabor fácil. Tem um amargor, característico do chá verde, e um pouco do ardido do gengibre. Essas duas misturas adultas, num creme aveludado, fazem do sorvete algo bastante incomum. Para quem gosta, como eu, um deleite.

A saga foi encontrar o matcha, o chá verde especial para culinária. Eu encontrei, mas não em pó. Para seguir a receita publicada pela Serious Eats, acabei tendo que utilizar muito mais do matcha em folhas (já que a receita deles é em pó), e tendo que coar bem o líquido. Adorei a cor verde que ficou, mas acho que com o matcha original teria ficado ainda mais bonito. Por enquanto, o que temos é isso. 頂きます!

Sorvete de chá verde com gengibre | versão adaptada da Serious Eats

01 litro

  • 02 xícara de leite integral
  • 01 xícara de creme de leite
  • 20g de chá matcha (se for utilizar em pó, apenas 4 colheres de sopa)
  • 01 xícara e meia de açúcar
  • 03 ovos caipiras
  • 03 colheres de sopa de gengibre ralado

Coloque o leite e o creme de leite em uma panela com o matcha e o gengibre. Importante: utilize gengibre fresco e novo, não ressecado ou em pó. Esquente até começar a ferver. Apague o fogo e deixe em infusão por pelo menos 1 hora. Coe bem a mistura.

Bata os ovos com o açúcar (pelo menos 5 minutos) até ficar um creme bem espesso esbranquiçado. Junte um pouco do leite e bata até ficar homogeneo. Misture tudo em uma panela e cozinhe a mistura em fogo baixo, até o creme engrossar (aproximadamente 15 minutos), mexendo sempre para não empelotar.

Deixe esfriar e coloque o creme na máquina de fazer sorvetes, conforme instruções do fabricante. Quando estiver pronto, coloque num recipiente e leve ao congelador por 4 horas, antes de servir.

ごちそう です!